segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Santa Catarina conquista 2 Estrelas no Great Taste Award 2015

No ano em que comemora o seu 20.º Aniversário, a fábrica de conservas Santa Catarina conquista 2 Estrelas no Great Taste Award 2015, realizado este ano no País de Gales – UK.

A empresa Santa Catarina - Indústria Conserveira, S.A., sediada na Calheta em São Jorge nos Açores, acaba de conquistar no Great Taste Award, realizado em Cardiff, País de Gales, Reino Unido, 2 Estrelas neste importante certame em que participou pela primeira vez, com os seus produtos “Filete de atum com sementes de funcho” e ainda com o “Filete de atum em azeite biológico em frasco de vidro”. 

O Great Taste realiza-se desde 1994, sendo organizado pelo Guild of Fine Foods UK e é o reconhecimento de todas as “fine foods” mundiais que é descrito como os Óscares da fina gastronomia. Um galardão definido por epicuristas sendo equivalente a um Booker Prize!

Em 2015, mais de 400 jurados dos 4 cantos do mundo, reuniram-se em Cardiff, com o apoio do Governo do País de Gales, e numa avaliação em prova cega distinguiram uma centena de produtos fabricados e distribuídos mundialmente. 

Mais de 10.000 produtos diferentes, desde chocolates a chás, passando por alta charcutaria, confeitaria, conservas ou bebidas, sendo que apenas cerca de 30% dos produtos são selecionados para o painel final.

Santa Catarina, mais uma vez, distinguiu-se pela sua qualidade e inovação e, pela primeira vez, obteve este valioso galardão internacional, que acredita ser apenas 2 Estrelas de muitas que virão!


Fonte: Santa Catarina Indústria Conserveira S.A.

Único café produzido na Europa atrai gente "de longe" à ilha de São Jorge


A única plantação de café na Europa localiza-se em São Jorge, Açores, e tem uma produção suficiente para abastecer o Café Nunes, na Fajã dos Vimes, por onde passam pessoas "até de longe" só para provar o expresso local

A plantação de Manuel Nunes, 63 anos, fica nas traseiras do seu café e, ao todo, tem hoje entre 350 e 400 plantas. Quando comprou o primeiro terreno, há 35 anos, havia apenas "meia dúzia", mas foi aumentando a área de plantação e todos os anos a produção aumenta.

Sem revelar em quanto anda a produção anual, Manuel Nunes diz que é o suficiente para os cafés que vende no seu estabelecimento, situado numa das mais de 70 fajãs de São Jorge, que os Açores esperam ver classificadas como Reserva da Biosfera pela Unesco em março do próximo ano.

As fajãs de São Jorge - algumas de difícil acesso -, são terrenos planos ao nível do mar numa ilha que é muito escarpada e alta. Resultaram da acumulação de detritos, na sequência de terramotos, ou de escoadas lávicas das erupções vulcânicas e os seus terrenos planos e férteis, onde existe um microclima, acabaram por ser usados pelas populações, ao longo dos séculos, para a agricultura.

As plantas de café chegaram a São Jorge pela mão de um emigrante no Brasil, no século XIX, e deram-se bem no microclima das fajãs. Apesar de haver plantas em diversas fajãs, só Manuel Nunes tem uma plantação para produção.

Segundo as suas estimativas, no verão, chega a servir 200 cafés expresso no seu Café Nunes, no coração da Fajã dos Vimes, onde conta 71 residentes permanentes.

Há pessoas que vêm "até de longe", de fora da ilha, para provar o café da fajã e, "em geral", toda a gente gosta e elogia o aroma, segundo contou à Lusa.

Todo o processo de produção do café (cultivo, colheita, secagem, escolha dos grãos e torra) é biológico, manual e familiar.

Os grãos secam ao sol e é Manuel Nunes quem trata de os debulhar, com a ajuda de uma pedra ou de um tijolo. A sua sogra, com 91 anos, escolhe os grãos e a mulher, Elvira, torra-os.

A produção, que tem aumentado todos os anos, dá para os cafés que vendem e, neste momento, sobra. Posta de parte a possibilidade para vender a outros comerciantes, Manuel Nunes não quer aumentar mais a produção e pensa em breve começar a vender saquinhos de 50 ou 100 gramas aos turistas.

Os saquinhos vão sair dos teares de madeira que estão no piso de cima do café e onde Elvira Nunes e a irmã fazem colchas de ponto alto, outra arte e produção única da Fajã dos Vimes. Neste momento, são as duas únicas tecedeiras da fajã.

Além da beleza e riqueza naturais, as fajãs de São Jorge têm costumes associados, que são únicos nos Açores: o património cultural é uma dimensão essencial para uma área ou região ser classificada como Reserva da Biosfera da Unesco, a agência das Nações Unidas para a educação e cultura.

Os saquinhos com ponto alto, levados pelos turistas, serão, à partida, a única forma de o café de São Jorge sair da Fajã dos Vimes. De resto, quem o quiser provar, terá mesmo de ir até à ilha e descer a encosta, até ao Café Nunes. A caminhada vale a pena, porque, como diz Manuel Nunes, "isto aqui é o céu".


Fonte: Açoriano Oriental

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Terceira exporta enxames de abelhas


A produção de mel tem crescido consideravelmente nos Açores, sobretudo no grupo central.

A Terceira não é exceção. Segundo João Ávila, apicultor, o mel da ilha é "um produto de excelência" e as abelhas não têm doenças.

Foram precisamente estas características que despertaram o interesse de outras ilhas pelas colmeias de João Ávila.

Na próxima semana vai enviar pela primeira vez colmeias para fora da ilha. Ao todo são cinco colmeias núcleo para as Flores e uma para o Corvo.

Nas Flores, a varroa, uma doença grave, atacou as colmeias e é preciso agora voltar a aumentar o efetivo. 

O Corvo já recebeu duas colmeias no início do ano e agora procura reforçar a produção de mel.

O mel dos Açores tem grande qualidade, segundo João Ávila, mas é todo diferente. Aliás, mesmo se compararmos mel de diferentes zonas da mesma ilha é possível encontrar diferenças.

É por isso que as seis associações de apicultores da Região e a Universidade dos Açores estão a desenvolver um projeto para que se possam conhecer os pólenes de cada mel e certificar o mel dos Açores.

Desta forma, será possível evitar que o mel de outras regiões seja vendido como mel da Região. 

A produção será sempre para "consumo interno", na opinião de João Ávila, porque não há capacidade de produzir grandes toneladas para exportação. 

No entanto, o apicultor acredita que ainda há um longo trabalho de sensibilização da população local para os "benefícios do mel na alimentação". "Está-se a começar a consumir o mel e o pólen", salientou.

O aumento da produção de mel na ilha Terceira tem-se devido sobretudo aos cursos de formação para apicultores, segundo João Ávila.

A cooperativa apícola da Associação Agrícola da Ilha Terceira (AAIT) tem realizado formações de onde têm saído sempre dois a três novos apicultores.

João Ávila acredita, no entanto, que a produção de mel cresça ainda mais na ilha, nos próximos tempos, já que tanto a Associação Agrícola da Ilha Terceira, como a cooperativa Fruter têm melânias em fase de licenciamento. 

Este ano foi um ano atípico na produção de mel, segundo o apicultor, por isso espera-se uma produção acima da do ano passado. No entanto, as quantidades variam muito de ano para ano.


Fonte: Diário Insular

Oferta de Emprego

A bolsa de emprego da CCAH tem mais uma oferta de emprego para si!

Inscreva-se na Bolsa de emprego através do site http://www.ccah.eu/bolsa/ e disponibilize o seu Curriculum Vitae.


Aproveite esta oportunidade e não a deixe escapar das suas mãos!


Para mais informações: http://www.ccah.eu/

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

País não acompanha redução do desemprego nos Açores


A diminuição do número de desempregados em Portugal tem sido uma realidade nos últimos meses, segundo apontam os números oficiais do Instituto Nacional de Estatística (INE) e do Instituto do Emprego e Formação Portugal (IEFP), mas nos Açores essa redução tem-se mostrado particularmente acentuada, chegando a ultrapassar a nacional.

É o caso, por exemplo, dos dados das taxas de desemprego trimestrais registadas a nível nacional e regional, que indicam que, no segundo trimestre de 2015, a taxa de desemprego nos Açores desceu mesmo mais do que a registada no país, a primeira situando-se nos 11,3% e a segunda nos 11,9%.

A taxa nos Açores diminuiu, assim, 3,6% em relação ao trimestre anterior, o primeiro de 2015, que registava 14,9% de desemprego. Já a realidade nacional indica um decréscimo de 1,8% na taxa de desemprego, face ao valor de 13,7% no primeiro trimestre do ano.

Esta tem sido uma realidade constante já há um ano, quando os números apresentados pelo INE para o segundo trimestre de 2014 registavam uma taxa de desemprego de 16% para os Açores e de 13,9% para o país, no geral.

Apesar da taxa de desemprego inicial mais alta, os Açores registaram um decréscimo constante ao longo do ano, tendo o país registado até um acréscimo na taxa de desemprego entre o terceiro trimestre de 2014 e o primeiro de 2015, de 13,1% para 13,7%.


INSCRITOS NOS CENTROS DE EMPREGO

Os dados apresentados pelo IEFP revelam uma descida constante também no número de desempregados inscritos nos centros de emprego da Região entre o mês de dezembro de 2014 e julho de 2015.

No final do ano passado, eram então 11.666 os desempregados inscritos nos centros de emprego, um número que se manteve em constante descida, com um abrandamento em fevereiro de 2015 mas compensado no mês seguinte, até ao último mês de julho, quando os dados do IEFP indicavam 10.940 inscritos nos centros de emprego da Região.

Entre o final de 2014 e o mês de julho de 2015, num período total de sete meses, decresceu então em 726 o número de desempregados inscritos na Região.

Fonte: DiarioInsular.com

Oferta de Emprego


A bolsa de emprego da CCAH tem uma oferta de emprego para si!

Inscreva-se na Bolsa de emprego através do site http://www.ccah.eu/bolsa/ e disponibilize o seu Curriculum Vitae.


Aproveite esta oportunidade e não a deixe escapar das suas mãos!


Para mais informações: http://www.ccah.eu/

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

REGIME JURÍDICO DE FÉRIAS, FERIADOS E FALTAS

Objetivos:
Dar a conhecer a disciplina jurídica em matéria de férias, feriados e faltas.Conhecer as principais alterações e implicações face ao Código do Trabalho em matéria de imperatividade das faltas justificadas e dos seus efeitos nomeadamente na retribuição.Efectuar casos práticos em matéria de férias no ano de admissão, no ano de suspensão do contrato.
Conteúdos Programático:
1 - Princípios fundamentais do direito a férias na estrutura do Código do Trabalho
2 - Aquisição, vencimento e gozo (período) de férias
3 - As férias no ano da contratação nos contratos sem termo e a termo
4 - Marcação do período de férias, a alteração e ou interrupção e a cumulação de férias
5 - As consequências nas férias em caso de suspensão e cessação do contrato de trabalho
6 - As férias face ao regime de trabalhador-estudante
7 - A violação do direito a férias
8 - Noção e natureza das férias
9 - Os efeitos das faltas justificadas e injustificadas
10 - A fiscalização da doença motivando faltas justificadas e ou em caso de interrupção
11 - Faltas por assistência à família
12 - Tipos de feriados e respetivo regime legal


segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Cartão Ofereça Açores

Adira grátis ao Cartão Ofereça Açores e ganhe imediatamente descontos no comércio dos Açores:

- Gratuito

- Personalizado
- Descontos e Prémios
- Notificações de desconto por email e sms
- Acesso a informação exclusiva

Ao aderir, torna o comércio local mais sustentável.



Como aderir: 

- Lojas aderentes
- Na sua Câmara do Comércio ou Núcleo Empresarial


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Preços na produção industrial caem 2,5% em julho

Os preços na produção industrial caíram 2,5% em julho, face ao mesmo mês do ano passado, uma descida determinada pela queda homóloga de 9,2% do agrupamento de energia, informa o Instituto Nacional de Estatística (INE).


Excluindo o agrupamento de Energia, que passou de uma queda de 6,7% em junho para uma descida de 9,2% em julho em termos homólogos, o índice aumentou 0,2% (variação homóloga nula em junho).
O índice da secção das indústrias transformadoras registou uma queda homóloga de 2,9%, da qual resultou um contributo negativo de 2,4 pontos percentuais para a variação do índice total.
A variação mensal do índice agregado foi -0,4%, depois de em junho apresentar uma variação de -0,2% (0,2% no período homólogo), com o índice do agrupamento de Energia a apresentar o contributo mais relevante para a variação mensal do índice (-0,5 pontos percentuais), com uma taxa de variação de -1,9% (0,8% em julho do ano anterior).
Já a secção das indústrias Transformadoras apresentou, em julho, um contributo de -0,2 pontos percentuais para a variação do índice total, resultante de uma taxa de variação mensal de -0,3% (0,2% em igual mês de 2014).

Fonte: Açoriano Oriental

Departamento de Formação e Qualidade

Horário de Atendimento - de segunda a sexta-feira, das 09h às 12h e das 13h30 às 18h

Serviços:

1 - Formação Profissional
(Entidade Formadora Certificada pela Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional)
·         Levantamento das necessidades de formação das empresas;
·         Organização e promoção de cursos de formação profissional, direcionados aos ativos das empresas associadas;
·         Formação profissional inter e intra-empresas;
·         Gestão de uma bolsa de formadores;
·         Realização de Workshop's em áreas de formação necessárias a atividade empresarial.
2 - Emprego
·         Gestão da bolsa de emprego on-line;
·         Informações sobre as medidas de apoio ao emprego em vigor.
3 - Recrutamento e Seleção de Pessoal
·         Análise curricular de candidatos;
·         Aplicação de testes psicotécnicos;
·         Realização de entrevistas;
·         Relatórios de avaliação.
4 - Qualidade e Segurança Alimentar
·         Serviço de consultoria/formação para a implementação e manutenção dos sistemas de autocontrolo e HACCP, nas ilhas de São Jorge e Graciosa.

Para mais informações www.ccah.eu


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

WORKSHOP - IMAGEM PROFISSIONAL E MARKETING PESSOAL

Objetivos:

Sensibilizar os participantes para a importância da gestão dos recursos humanos no desempenho das empresas.

Público Alvo:

Empresários, gestores e/ou responsáveis pelos recursos humanos nas empresas.

Conteúdos Programático:

- A imagem da empresa interligada com a imagem de seus colaboradores
- Etiqueta profissional
- Marketing pessoal

Horário:

carga horária total: 4 horas das 9h às 13h

Formador/a:

Claudine Beatriz Lourenço
Mestrado em Marketing pelo o ISLA
Formadora Certificada

Para mais informações www.ccah.eu


sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Estrangeiros impulsionam subida de 7% em junho nas dormidas na hotelaria, Açores registam subida de 20,7%

As dormidas de turistas na hotelaria portuguesa aumentaram 7% em junho face ao mesmo mês de 2014, para cinco milhões, impulsionadas pelos residentes mas, sobretudo, pelo dinamismo dos não residentes, informa hoje o INE.
 
Em maio as dormidas na hotelaria tinham registado uma evolução homóloga de 6,9%.
Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), em junho as dormidas dos residentes apresentaram uma evolução positiva de 4,7%, mas inferior à do mês anterior (+7,8%), enquanto as dormidas dos não residentes reforçaram o crescimento relativamente a maio (+7,9% face a +6,6%2).
No total, o mercado interno foi responsável por 1,4 milhões de dormidas, evoluindo a um ritmo “ligeiramente” mais baixo do que o do conjunto dos seis primeiros meses do ano (+6,8%), enquanto os mercados externos proporcionaram 3,6 milhões de dormidas, evoluindo a um ritmo “acima da média” do primeiro semestre (+7,5%) e de junho de 2014 (+7,6%).
Quanto à estada média dos turistas, manteve a tendência de redução (-1,4%, para 2,90 noites), enquanto a taxa líquida de ocupação-cama (54,2%) aumentou 3,2 pontos percentuais (p.p.).
Em alta estiveram também os proveitos, quer totais, quer de aposento, com subidas de 14,7% e 16,7%, respetivamente, acima dos dois meses anteriores, mas em níveis próximos aos crescimentos registados no primeiro trimestre de 2015.
Já o rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) foi de 43,6 euros em junho (+15,7%), tendo registado uma evolução também positiva no período de janeiro a junho (+11,4%), situando-se nos 29,7 euros.
Lisboa foi a região com RevPAR mais elevado (65,8 euros), seguindo-se o Algarve (48,1 euros) e a Madeira (42,9 euros).
De acordo com o INE, em junho os estabelecimentos hoteleiros em Portugal receberam um total de 1,7 milhões de hóspedes (+8,5%), a que corresponderam cinco milhões de dormidas (+7,0%), sendo estes resultados consistentes com o conjunto do primeiro semestre do ano: +8,5% nos hóspedes e +7,3% nas dormidas.
O instituto estatístico reporta aumentos das dormidas em todas as tipologias de estabelecimentos, embora “com maior intensidade” nos aldeamentos turísticos (+10,5%) e hotéis (+8,7%), estes últimos com subidas em todas as categorias e com as unidades de quatro estrelas a acolherem 31% do total de dormidas (+7,4%).

Os 10 principais mercados emissores contribuíram com 82% das dormidas de não residentes (81,4% no mês homólogo do ano anterior), destacando-se o mercado britânico, com uma representatividade de 27,4% e um aumento de 6,4% nas dormidas (+5,5% de janeiro a junho), e o alemão, com uma quota de 13,7% e um “acréscimo significativo” de 13,4%.
Segundo o INE, as dormidas de nacionais franceses registaram também um “aumento assinalável” de 12,9%, representando 9,8% das dormidas de não residentes, enquanto o mercado espanhol decresceu “ligeiramente” (-0,6%), diminuindo a sua representatividade de 8,2% em junho de 2014 para 7,5% de junho deste ano.
Já os restantes principais mercados apresentaram tendência crescente, salientando-se Itália (+17,5%) e Brasil (+16,7%), sendo que, considerando o acumulado de janeiro a junho, a Itália destacou-se com um aumento de 27,9%.
A evolução das dormidas nas várias regiões do país apresenta uma tendência “globalmente positiva”, com destaque para os Açores (+20,7%), Norte (+17,5%) e Centro (+16,1%).
Pelo contrário, o Algarve foi a região que registou menor crescimento (+1,1%), embora tenha sido a que reuniu maior procura.


fonte: Açoriano Oriental

Internacionalização - Promoção do destino turístico dos Açores


Âmbito
Os apoios previstos no presente diploma destinam-se a comparticipar encargos com:
a) Ações e eventos de animação a realizar na Região cujo interesse seja previamente reconhecido pelo departamento do Governo Regional com competência em matéria de turismo;
b) Ações e eventos a realizar dentro ou fora da Região cujo interesse em termos de promoção turística seja previamente reconhecido pelo departamento do Governo Regional com competência em matéria de turismo;
c) Remodelação, ampliação ou construção de infraestruturas cujo interesse para a animação turística seja previamente reconhecido pelo departamento do Governo Regional com competência em matéria de turismo.
Segue em anexo mais informações relativas a este tópico, assim como um formulário de candidatura.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Mapas de Apoio à Gestão do Negócio

Objetivos:
. Analisar os documentos financeiros e contabilísticos da sua Empresa;
. Calcular e analisar os principais indicadores de gestão utilizados;
. Analisar a situação económica e financeira da empresa, através da leitura do balanço e da demonstração dos resultados.
Público Alvo:


Empresários, gestores, quadros responsáveis das diversas áreas operacionais da empresa e colaboradores da área administrativa e financeira.
1) Informação da Demonstração dos Resultados
2) Rentabilidade da empresa através do cálculo do Ponto Crítico de Vendas
3) Informações do Balanço
Horário:
Dias 23, 24 e 25 de setembro de 2015 - das 18h30 às 21h30
Dia 26 de setembro - das 09h30 às 12h30 e das 13h30 às 16h30
Carga horária total: 15 horas
Formador: 
Mário Bessa
Formador Certificado


Para mais informações www.ccah.eu

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Revista Volta ao Mundo considera a Ilha São Jorge uma das 7 ilhas para fugir amanhã!

Tal como descreveram a ilha de São Jorge esta é "a ilha das escarpas, das paisagens que parecem irreais, do belo queijo e da melhor vista para o Pico. Fica no grupo central do arquipélago dos Açores e tem como localidades principais Calheta e Velas. Se é um apaixonado pela natureza, não perca as fajãs do Ouvidor, da Caldeira de Santo Cristo (bom spot para o surf), dos Vimes ou de São João."



fonte: http://www.voltaaomundo.pt/2015/08/10/7-ilhas-para-fugir-amanha/

Dia Internacional da Juventude

Dia Internacional da Juventude é celebrado a 12 de agosto.

O dia 12 de agosto foi escolhido como o Dia Internacional da Juventude na Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, realizada em agosto de 1998, em Lisboa.
Neste dia várias instituições públicas oferecem acesso gratuito e descontos a todos os jovens em diversos bens e serviços, como museus, galerias de arte e exposições, de forma a celebrar o Dia Internacional da Juventude (também conhecido como Dia Mundial da Juventude).
Transportes públicos, cinemas e lojas comerciais são outros serviços que promovem campanhas promocionais neste dia.
Importância dos jovens no desenvolvimento da sociedade civil

  • A ONU define como jovens aqueles com idades entre os 15 e os 24 anos.
  • Os jovens representam 18% da população global ou 1,2 mil milhões de pessoas.
  • 87% dos jovens vivem em países em desenvolvimento enfrentando desafios trazidos pelo acesso limitado a recursos, a cuidados de saúde, educação, emprego, entre outros.
Ano Internacional da Juventude
O ano internacional da juventude celebrou-se de 12 de agosto de 2010 a 11 de agosto de 2011.


terça-feira, 11 de agosto de 2015

Atum Santa Catarina conquista duas estrelas no Great Taste Award 2015


A empresa Santa Catarina, sediada na Calheta, em São Jorge, acaba de conquistar no Great Taste Award, realizado em Cardiff, País de Gales, Reino Unido, 2 Estrelas neste importante certame em que participou pela primeira vez, com os seus produtos “Filete de atum com sementes de funcho” e ainda com o “Filete de atum em azeite biológico em frasco de vidro”.
O Great Taste realiza-se desde 1994, sendo organizado pelo Guild of Fine Foods UK e é o reconhecimento de todas as “fine foods” mundiais que é descrito como os Óscares da fina gastronomia. 
Em 2015, mais de 400 jurados dos 4 cantos do mundo numa avaliação em prova cega distinguiram uma centena de produtos fabricados e distribuídos mundialmente. Mais de 10.000 produtos diferentes, desde chocolates a chás, passando por alta charcutaria, confeitaria, conservas ou bebidas, sendo que apenas cerca de 30% dos produtos são seleccionados para o painel final.
Santa Catarina, mais uma vez, distinguiu-se pela sua qualidade e inovação e, pela primeira vez, obteve este valioso galardão internacional, que acredita, como refere em comunicado “ser apenas 2 Estrelas de muitas que virão”.
A empresa Santa Catarina Indústria Conserveira, S.A., sediada na Calheta em São Jorge, conquistou ainda recentemente mais cinco prémios no 4.º Concurso Nacional de Conservas de Pescado, realizado em Santarém, no último dia de Março 2015.


Fonte: http://www.radiopico.com/?n=noticias&menu=noticias&id_noticia=16875

Curso Europeu de Primeiros Socorros

Objetivos:
Esta ação pretende difundir conhecimentos gerais de primeiro socorro devendo o formando no final da ação de formação ser capaz de identificar as situações e executar as técnicas de primeiros socorros adequadas, que visam a estabilização da situação de uma vítima de acidente ou doença súbita até a chegada dos meios de socorro.

Público Alvo:

Curso destinado à população em geral, inclusive empresas com necessidades formativas elementares em primeiros socorros no âmbito da Segurança e Higiene no Trabalho.

Conteúdos Programático:

. Princípios básicos
. Suporte básico de vida
. Desfibrilhação automática externa
. Hemorragias
. Feridas
. Queimaduras
. Lesões
. Intoxicações
. Dor Precordial
. Acidente Vascular Cerebral

Para mais informações www.ccah.eu

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Hoje "é possível viajar para os Açores por cerca de um terço do valor de há oito meses"

Vítor Fraga, Secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, diz que a estratégia para o arquipélago vai muito além da chegada das companhias low cost. Construção imobiliária será controlada.
O secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, Vítor Fraga, garante que o desenvolvimento do turismo no arquipélago não depende apenas da operação das companhias áreas de baixo custo, que arrancou a 29 de Março com ligações para Ponta Delgada. Em entrevista por telefone, diz que a prioridade agora é preservar o património natural. Vítor Fraga garante, por isso, que “naturalmente” haverá cuidado na emissão de novas licenças de empreendimentos turísticos.

Para mais informações: http://www.publico.pt/economia/noticia/hoje-e-possivel-viajar-para-os-acores-por-cerca-de-um-terco-do-valor-de-ha-oito-meses-1704522 

Rede Valorizar

A rede valorizar é um serviço do Governo Regional, estando os seus aspetos funcionais na dependência da Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional (criada pela resolução do Conselho do governo n.º 86/2009 de 21 de Maio de 2009).
Os seus principais objetivos são: assegurar a todos os cidadãos residentes nos Açores, com idade igual ou superior a 18 anos, uma oportunidade de qualificação e certificação, de nível básico, secundário e/ou profissional; encaminhamento de adultos para respostas formativas adequadas às suas necessidades e perfis, permitindo o acesso a uma qualificação; valorizar socialmente os processos de reconhecimento, validação e certificação de competências adquiridas em diferentes contextos de vida; aumentar o nível de empregabilidade e promover a partilha de informação e experiência e disseminação de práticas bem sucedidas.
O programa divide-se em seis etapas:
1.   Acolhimento: Atendimento, inscrição e esclarecimento sobre a missão Rede Valorizar.
2.   Diagnóstico: Análise do perfil do adulto (sessões de esclarecimento, análise curricular, entrevistas individuais e colectivas e identificação das melhores respostas disponíveis, face à análise efectuada).
3.   Encaminhamento: proporcionar ao adulto informação que permita direcioná-lo para a resposta de qualificação que lhe seja mais adequada.
4.   Reconhecimento de competências: identificação, pelo adulto, dos saberes e competências adquiridas ao longo da vida, através de um conjunto de atividades, assente na metodologia de balanço de competências e na utilização de instrumentos diversificados de avaliação.
5.   Validação de Competências: avaliação das competências adquiridas ao longo da vida por confronto com os referenciais de competências-chave. A validação compreende a auto-avaliação do portfólio reflexivo de aprendizagens em articulação com a hetero-avaliação dos profissionais de RVC.
6.   Certificação de competências: apresentação do adulto perante um júri de certificação com vista à certificação de competências.
RVCC (reconhecimento, validação e certificação de competências):
O projecto de RVCC, desenvolvido através da Rede Valorizar, permite ao adulto a possibilidade de certificar os conhecimentos e as competências resultantes da experiência que adquiriu em diferentes contextos ao longo da vida. Parte-se, assim, das experiências de vida para iniciar um processo que reconhece os saberes e as competências, atribuindo ao adulto uma certificação.

RVCC
Requisitos
Nível básico
Não conclusão do 4º, 6º ou 9º ano de escolaridade
Nível secundário
Se tiverem menos de 23 anos de idade, terão de dispor, no mínimo, de três anos de experiência profissional devidamente comprovadas
Profissional
Experiência de trabalho na área onde deseja realizar o RVC Profissional e o 9º Ano de escolaridade


Bolsa de Emprego

O processo de inserção de ativos no mercado de trabalho é uma das prioridades da CCAH. Promovemos assim uma Bolsa de Emprego que pretende incentivar a mobilidade no Mercado de Trabalho na Região, fazendo a interligação entre os pedidos das empresas e os candidatos disponíveis. Além da Bolsa de Emprego dispomos também, de um procedimento baseado na selecção e recrutamento de pessoal, de acordo com os critérios das empresas.
Objetivos da Bolsa de Emprego:
• Orientar e apoiar os candidatos no processo de inserção no mercado de trabalho;
• Divulgar em permanência as ofertas de emprego e de estágios profissionais;
• Elo de ligação com as empresas, divulgando as suas ofertas de emprego e de estágios profissionais;
• Atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar cargos dentro da empresa;• Fornecer às empresas um serviço de recrutamento e seleção de forma rigorosa para que sejam aceites somente os candidatos que preencherem a totalidade dos requisitos pedidos.Para mais informações www.ccah.eu ou pelo e-mail: formacao@ccah.eu

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Avaria no Santorini perturba ligações marítimas nos Açores

O navio Express Santorini está parado no porto da Horta por causa de uma avaria.
Quinta-feira, na ligação entre a Graciosa e as Velas de São Jorge, o navio teve de navegar apenas com um motor, devido a um problema nos filtros do sistema de arrefecimento.

O barco chegou à Horta já de madrugada.

Hoje tinha previstas ligações entre Horta, São Roque, Velas, Terceira, Graciosa e Flores.

Dezenas de passageiros estão a ser afetados.. 

João Ponte, presidente da Atlanticoline, revela que será o Hellenic Wind a retomar as ligações no grupo central, mas admite que alguns passageiros não terão mesmo ligações.

Na melhor das hipóteses o navio Express Santorini só estará operacional ao fim da tarde.